Icones_Atendimento_0001_Casa.png

Atendimento em Casa

340p_Casa_001.jpg

O atendimento domiciliar, melhora consideravelmente a qualidade de vida das famílias e dá tempo para que os pequenos se desenvolvam em seu próprio ambiente."

Ticiana Accioly - Diretora Clínica do Instituto Viver

Ao considerar a intervenção comportamental adequada para ampliação de repertório em crianças com desenvolvimento atípico, estamos falando de intensidade de horas e constância no atendimento.

 

A tendência é que as crianças tenham um currículo extenso de atividades e precisem, além do ABA, de uma equipe multidisciplinar como o fonoaudiólogo e terapeuta ocupacional. Para cumprir todas as terapias e horas necessárias, acabam por passar grande parte do seu dia em deslocamentos para cada profissional. Não sobra tempo para os pais realizarem outras tarefas ou para as crianças descansarem e brincarem livremente. A intervenção pode durar anos até que o paciente tenha alta, o que torna o processo de sair de casa diariamente, ainda mais cansativo.

A quantidade de oportunidade de ensino presente no dia a dia como
por exemplo, a destreza manual e autonomia durante o almoçar é consideravelmente menor se levarmos em conta que, por falta de tempo, o responsável tende a acelerar o processo, dando a comida na boca,  sem ter o tempo suficiente que a criança precisa para treinar. Além disto, a casa é o ambiente em que a criança se sente mais confortável e tende a se comportar com maior espontaneidade. 

Atendimento